APLL - Associação Portuguesa de Leucemias e Linfomas

O PRESENTE E O FUTURO DA APLL

A APLL (Associação Portuguesa de Leucemias e Linfomas), é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, sediada no Porto, criada em abril de 2001, por profissionais de saúde, doentes e seus familiares. A APLL, tem desenvolvido um amplo conjunto de atividades cujo objetivo foi, é e será o bem-estar dos doentes, familiares e cuidadores.

SOBRE NÓS

A Associação é formada por uma equipe multifuncional, procuramos diariamente reunir esforços para que, todos juntos, possamos fazer o máximo por quem precisa.
Queremos ser uma referência para quem foi surpreendido por uma doença maligna do sangue.
Estamos conscientes de que a tomada de consciência de ser portador de uma doença oncológica é algo devastador na vida de qualquer pessoa. É nossa missão tornar esse “fardo” o mais leve possível, por isso queremos ajudá-lo a desmistificar alguns mitos, promover a partilha de experiencias com doentes que já passaram pela mesma situação, ajudá-lo a recuperar a sua forma física depois do processo de tratamento, informá-lo acerca da sua doença, informá-lo sobre novos processos terapêuticos, entre muitos outros temas de extrema relevância.
Queremos acima de tudo que os doentes saibam que não estão sozinhos nesta fase menos positiva das suas vidas, queremos ainda que nos vejam como alguém que com eles se preocupa de forma desinteressada, com um único fim a recuperação da sua saúde.

Ao longo destes últimos 18 anos de atividade da APLL, destacamos algumas ações desenvolvidas, nomeadamente:

  • Edição do livro “Somos todos Heróis”, esta obra conta com o testemunho de 50 ex. doentes, relatando a sua trajetória durante o processo de doença.
  • Lançamento do programa “De volta à forma” em colaboração com a Porto Lazer e a colaboração do Centro de Investigação em Atividade Física, Saúde e Lazer da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto e “Pulsar” ” em pareceria com a Câmara Municipal de Braga e ainda Viver Melhor” em pareceria com a Câmara Municipal de Paredes. Estes programas de reabilitação física a decorrer desde 2015, já tiveram uma frequência de cerca de 150 doentes oncológicos. Neste grupo de participantes são visíveis os benefícios da prática regular de exercícios durante o tratamento oncológico, tais como melhoria da capacidade física e do equilíbrio, melhorar a autoestima do doente, reduzindo o risco de desenvolver depressão, o que é muito bom para sua qualidade de vida.
  • Candidaturas a bolsas de investigação apoiados pela industria farmacêutica.
  • Candidaturas a atividades inovadores no âmbito da promoção de melhor qualidade de vida dos doentes, igualmente apoiadas pela indústria farmacêutica.
    As verbas advindas das candidaturas foram cruciais para pôr em prática os projetos em causa. Os doentes e suas necessidades em primeiro plano.
  • Feiras e workshops de saúde, nas quais os doentes e familiares puderam participar, aceder a informações importantes, assim como partilhar experiências com outros doentes.
  • Edição trimestral da NOTICIAS APLL, nesta publicação damos conta das atividades realizadas, atividades a realizar, opiniões, entrevistas, dicas entre muitos outros artigos.

A Associação é formada por uma equipe multifuncional, procuramos diariamente reunir esforços para que, todos juntos, possamos fazer o máximo por quem precisa.
Queremos ser uma referência para quem foi surpreendido por uma doença maligna do sangue.
Estamos conscientes de que a tomada de consciência de ser portador de uma doença oncológica é algo devastador na vida de qualquer pessoa. É nossa missão tornar esse “fardo” o mais leve possível, por isso queremos ajudá-lo a desmistificar alguns mitos, promover a partilha de experiencias com doentes que já passaram pela mesma situação, ajudá-lo a recuperar a sua forma física depois do processo de tratamento, informá-lo acerca da sua doença, informá-lo sobre novos processos terapêuticos, entre muitos outros temas de extrema relevância.
Queremos acima de tudo que os doentes saibam que não estão sozinhos nesta fase menos positiva das suas vidas, queremos ainda que nos vejam como alguém que com eles se preocupa de forma desinteressada, com um único fim a recuperação da sua saúde.

EVENTOS

“Neste Natal Pensei em Ti”
A Associação Portuguesa de Leucemias e Linfomas (APLL ) à semelhança dos anos anteriores, volta a lançar o desafio “Neste Natal Pensei em Ti”.
Esta iniciativa consiste na criação de postais alusivos à quadra Natalícia, para serem distribuídos no Natal, pelos doentes oncológicos.
Todos podem participar, para que possamos garantir um grande sorriso aos doentes.
A data limite para a entrega dos postais na sede da APLL (Est. Interior da Circunvalação nº 6657 4200-177 Porto), será até 6 de Dezembro de 2019.
Juntos podemos fazer um Natal melhor!

Caros Amigos,
“Arte com Solidariedade” é uma exposição /venda de artigos de arte que abre no dia 29 de novembro, no Forte de S. João da Foz, no Porto.
Esta exposição estará patente ao público nos dias 29 e 30 de Novembro e terá venda online até ao dia 15 de dezembro de 2019.
O produto das vendas efectuadas vai reverter a favor da Associação Portuguesa de Leucemias e Linfomas (APLL), permitindo a esta Associação dar mais e melhor apoio aos seus doentes.
Estamos numa época de adquirir os presentes de Natal, sendo ocasião de oferecer prendas de muita qualidade.
Vá apreciar a Exposição e leve consigo família e amigos. Comece já a viver o Natal!

Abrace esta causa e seja solidário com a APLL!

NEWSLETTER

VÍDEOS

Hematopoiese e Formação de Sangue nos Indivíduos Saudáveis

Doenças Malignas do Sangue

SÉRIE LAVENDER

Episódio 1 – O “Confronto”

Retrata o momento em que o doente, familiares e amigos se deparam com o choque do diagnóstico e a incerteza quanto ao futuro.

Episódio 2 – A “Incerteza”

Após o diagnóstico o doente sente incerteza relativamente aos sintomas a nível físico, a preparação para os tratamentos e os efeitos secundários dos mesmos, como também a nível psicológico.

Episódio 3 – “Inspirar”

Demonstra que é sempre possível para o doente ver a realidade, por mais negra que pareça ser, de uma forma mais positiva. É fundamental que o doente não se isole e receba o apoio dos familiares, outros doentes e procure ajuda nas Associações de doentes.

Episódio 4 – A “Antítese”

Fala sobre as diferentes notícias que os doentes podem receber do médico ao longo do processo. É frequente que a pessoa com cancro sinta raiva, tristeza, medo, frustração, ansiedade, alterações na auto-imagem e sensação de perda de controlo.

Episódio 5 – O “Despertar”

Relata o sentimento de revolta sobre a nova realidade com que o doente se depara. É importante dizer a si próprio para não se criticar por ter medo, aceitar que está a passar por uma situação difícil e procurar ajuda para lidar com a ansiedade. O medo diminuirá com o passar do tempo.

PARCEIROS

SITE EM CONSTRUÇÃO